↑ Voltar para Design Gráfico

Imprimir Página

Princípios Básicos do Design II

Princípios Básicos do Design II

 

CONTRASTE

O contraste é uma das maneiras mais eficazes de acrescentar algum atrativo visual a uma página (algo que realmente faça que o leitor queira olhar para ela), criando uma hierarquia organizacional entre diferentes elementos. A regra importante que deve ser lembrada é a de que para o contraste ser realmente eficaz, ele deve ser forte . NÃO SEJA TÍMIDO.

Cria-se o contraste quando dois elementos são diferentes. Se eles diferirem um pouco mas não muito, não acontecerá o contraste e sim o conflito. Este é o segredo: segundo o princípio do contraste, se dois itens não forem exatamente os mesmos, diferencie-os completamente.

Podemos alcançar o contraste de várias maneiras. Uma letra grande pode ser contrastada com uma pequena; uma fonte em estilo antigo, com uma fonte em bold sem serifa; um fio fino com um grosso, uma cor fria com uma mais quente; uma textura áspera com uma lisa; um elemento vertical (por exemplo, uma coluna estreita de texto); linhas muito espaçadas com linhas bem próximas; uma figura pequena com uma figura grande.

Basta não ser tímido e ousar. Não se pode contrastar um fio de meio ponto com um de 1 ponto. Não se pode contrastar o marrom-escuro com o preto.

Faça direito.

REPETIÇÃO

O princípio da repetição afirma que algum aspecto do design deve repetir-se no material inteiro. O elemento repetitivo pode ser uma fonte em bold (negrito), um fio (linha) grosso, algum sinal de tópico, um elemento do design, algum formato específico, relações espaciais, etc. Pode ser qualquer item que o leitor reconheça visualmente.

Você já utiliza a repetição no seu trabalho quando cria títulos com mesmo tamanho e mesmo peso, quando coloca um fio a meia polegada do final de cada página, quando usa o mesmo sinal de tópico em cada listagem referente ao mesmo trabalho. Estes são todos exemplos de repetição. O que os iniciantes precisam fazer é ir mais além, seguindo essa mesma idéia, ou seja, precisam transformar a repetição imperceptível em um elemento-chave visual que unifica o material.

A repetição pode ser considerada como “consistência”. Ao olhar para um newsletter (jornal) de oito páginas, é justamente a repetição de alguns elementos – sua consistência – que faz que cada uma dessas oito páginas pareça pertencer ao mesmo newsletter. Se a página 7 não contiver elementos repetitivos trazidos da página 6, o newsletter inteiro perderá sua aparência coesa.

A repetição, porém, vai além da simples consistência: é um esforço consciente para unificar todos os elementos do design.

Link permanente para este artigo: http://www.site.imagescrap.com.br/design-grafico/principios-basicos-do-design-ii/

Deixe uma resposta